Sinttel pede inclusão de trabalhadores em telecom na vacinação contra a Covid-19
Data: 28-06-2021 | Publicado por: UGT - Paraná

Sinttel pede inclusão de trabalhadores em telecom na vacinação
contra a Covid-19

celso+beto+paulo.jpg

 

 

Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto (D), com o secretário-Geral do Sinttel-PR, Celso Albano (C), e o presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi: inclusão de trabalhadores em telecom na categoria prioritária de vacinação contra a Covid-19

 

 


O secretário-Geral do Sinttel-PR (entidade filiada à UGT e que representa os trabalhadores em telecomunicações do Paraná), Celso Albano, acompanhado do presidente da UGT-PARANÁ , Paulo Rossi, estiveram reunidos com o secretário estadual de Saúde do Paraná, Beto Preto, na tarde de quinta-feira, 25/6, em Curitiba (PR). Albano protocolou junto à Secretaria o pedido para que os trabalhadores em telecomunicações no estado sejam incluídos no quadro prioritário de vacinação contra a Covid-19. “São trabalhadores que estão diariamente circulando pelas cidades, fazendo seu trabalho considerado essencial em residências, condomínios, empresas e órgãos públicos, e estão sujeitos à contaminação pelo Coronavirus”, destacou Celso Albano.

O secretário Beto Preto acatou o pedido do diretor do Sinttel-PR e garantiu o encaminhamento à comissão gestora do Plano Nacional de Imunização (PNI), do Ministério da Saúde.
Beto Preto explicou que a inclusão desse grupo prioritário será analisado por aquela comissão: “a política nacional de imunização vem acompanhando criteriosamente a inclusão desses grupos prioritários, mas temos a limitação no número de doses de vacinas”. O secretário adiantou ainda que se as planilhas de vacinação forem cumpridas, até final de agosto ou meados de setembro, cerca de 80% dos paranaenses estarão vacinados.

“Para nós é uma grande notícia sabermos dessa intenção da Secretaria de Saúde do Paraná em acelerar o processo de imunização contra a Covid-19. A União Geral dos Trabalhadores (UGT), desde o início da pandemia vêm dialogando com o setor empresarial, incluindo o segmento dos trabalhadores em telecomunicações, para implantar protocolos de saúde, e assim tentar minimizar o número de trabalhadores contaminados e até mesmo de óbitos”, lembrou Paulo Rossi. “Mas com certeza a vacinação é a grande garantia que temos de controle dessa que já é considerada, a maior crise sanitária vivida pela humanidade nos últimos anos”, concluiu Rossi.

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
Douglas Claro

Post Mario de Gomes
Foto: MGS/Sinttel