UGT vence mais uma batalha em defesa dos trabalhadores
Data: 22-08-2019 | Publicado por: UGT - Paraná

UGT vence mais uma batalha em defesa dos trabalhadores

 

881-02.jpg

 

 

Articulação do presidente da UGT, Ricardo Patah (D), com o senador Otto Alencar (PSD-BA) foi imprescindível para derrubar o  trecho da MP 881 que liberava trabalho aos domingos

 

 

Na incansável luta pela manutenção dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, Ricardo Patah, presidente nacional da União Geral dos Trabalhadores (UGT) e do Sindicato dos Comerciários de São Paulo e o senador Otto de Alencar (PSD-BA) conseguiram articular junto ao Senado para que fosse retirado da Medida Provisória 881 o trecho que permitia o trabalho aos domingos e feriados. Essa autorização foi incluída pela Câmara dos Deputados e transformava os domingos e feriados como dias normais.

Chamada de "Liberdade Econômica", mas, na verdade, criada como uma minirreforma trabalhista, a MP previa o trabalho nestes dias como dias normais. A legislação atual, cujas regras continuam valendo, diz que a folga semanal deve ser no domingo "salvo motivo de conveniência de serviço ou a necessidade imperiosa de serviço". Assim, trabalhar nos domingos e feriados, diferente do que está estabelecido na lei, só com acordo firmado em convenção coletiva com  pagamento de horas extras em dobro.   

"Se esse item não fosse derrubado da MP isso seria uma analogia à escravidão. O trabalhador, especialmente da categoria comerciária, seria extremamente prejudicado em todos os sentidos - social,  emocional e na saúde - se fosse privado de gozar dos domingos com seus familiares ou para seu descanso. Conseguimos derrubar esse hipótese absurda junto com o trabalho desenvolvido pelo senador Otto Alencar e seguimos na luta", diz Patah. 

 

Post Mario de Gomes
Fonte/fotos: UGT nacional

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger