UGT-PARANÁ decide: reforma da Previdência, nenhum direito a menos!
Data: 12-12-2018 | Publicado por: UGT - Paraná

UGT-PARANÁ decide: reforma da Previdência, nenhum direito a menos!

previdencia_ugt_foz-01.jpgA direção estadual da UGT-PARANÁ, durante a plenária realizada no dia 3/12 em Foz do Iguaçu, debateu o documento elaborado pela UGT/Nacional através do Instituto de Altos Estudos (IAE/UGT).  Após várias intervenções, os dirigentes ugetistas viram que a reforma da previdência será inevitável com o novo governo da extrema direita, liderada por Jair Bolsonaro (PSL). 

Para o presidente da Feaconspar e do Siemaco/Curitiba, Manassés Oliveira, a UGT precisa se preparar para os debates e apresentar uma proposta que corrija as distorções que afetam a classe trabalhadora. "O movimento sindical tem que ter a consciência que seremos minoria no parlamento em 2019. Portanto, precisaremos de muita habilidade para negociarmos pontos da futura proposta da reforma da previdência que preservem os trabalhadores menos favorecidos". 

Ao final do debate, foi aprovado o documento apresentado pelo IAE/UGT com as seguintes ressalvas: 1) Que as novas regras da eventual reforma da previdência sejam válidas somente para os futuros contribuintes do sistema; 2) Que o governo federal execute as dívidas dos grandes contribuintes inadimplentes antes de qualquer reforma; 3) Que o IAE/UGT promova um debate amplo com todas as estaduais da UGT antes de discutir com o governo e o congresso nacional.

Em tempo: O secretário nacional da previdência será o deputado federal derrotado, Rogério Marinho (PSDB/RN), algoz do movimento sindical, relator da reforma trabalhista que dizimou os direitos da classe trabalhadora. 

Leia a íntegra da proposta da UGT. CLIQUE AQUI

previdencia_ugt_foz-02.jpg
Manassés Oliveira: temos de garantir os direitos dos trabalhadores!

 

Post Mario de Gomes
Foto: MGS/UGT
Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger