Criados os Conselhos Federais dos Técnicos Industriais e Agrícolas
Data: 27-03-2018 | Publicado por: UGT - Paraná

Criados os Conselhos Federais dos Técnicos Industriais e Agrícolas

confetecsolomar.jpgO sindicalista paranaense Solomar Rockembach é um dos grandes articuladores da criação do Conselho Federal dos Técnicos Industriais

 

Foi publicada na edição de terça-feira, 27/03, a Lei 13.639, criando  os Conselhos Federais dos Técnicos Industriais e o dos Técnicos Agrícolas. A sanção presidencial  conclui  a luta de mais de 25 anos de técnicos industriais e agrícolas de todo País. Ligados até então ao sistema Confea/Crea, essas duas modalidades técnicas vinham reivindicando a criação de conselhos específicos profissionais.

Um dos articuladores nacionais pela criação do Conselho Federal dos Técnicos Industriais, é o paranaense Solomar Rockembach, presidente do Sintec-PR (entidade filiada à UGT e representante dos técnicos industriais do Paraná). “Desde que ingressei no mundo sindical e da organização trabalhista, acreditava que os técnicos industriais e agrícolas são merecedores de conselhos próprios, atentos às especificidades desses profissionais. Foi uma luta longa e uma árdua jornada, com muitas forças contrárias aos trabalhadores tentando protelar o inevitável. Mas, enfim, essa grande vitória estabelece um novo marco para os milhares de profissionais que passam a ser atendidos por esses conselhos”, disse Solomar.

Segundo levantamentos da Fentec, Federação Nacional dos Técnicos Industriais, no Brasil existem quase 640 mil técnicos de nível médio e perto de 560 mil técnicos industriais. “Ou seja, mais de um milhão de profissionais passam a ser atendidos pelo Conselho Federal dos Técnicos Industriais  e mais de 80 mil pelo Conselho dos Técnicos Agrícolas. São números expressivos na organização trabalhista brasileira”, destacou o presidente do Sintec-PR.

Com a criação do Conselho Federal também foram criados os Conselhos Regionais das duas categorias. No Paraná estão registrados no sistema Crea pouco mais de 33 mil técnicos industriais e mais de 5 mil técnicos agrícolas. Os Conselhos Federais e Regionais têm como principal função orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício profissional de técnicos industriais e agrícolas.

“A modernização das linhas produtivas vem exigindo cada vez mais a presença dos profissionais técnicos. A criação desses dois conselhos  encerra um longo período e inicia uma nova jornada, que é de implantar estruturas próprias para atender esses milhares de trabalhadores, com o amparo à formação acadêmica e acompanhamento profissional. O Sintec-PR, juntamente com a Fentec e a OITEC sempre defenderam os técnicos industriais e com certeza continuarão ao lado desses tantos trabalhadores” adiantou Solomar Rockembach.

O presidente da UGT-PARANÁ, Paulo Rossi, parabenizou o presidente do Sintec-PR por mais essa conquista: “conheço a luta dos técnicos industriais há anos, e o Solomar é uma das lideranças sindicais paranaenses que merece todo nosso respeito, não só da categoria por ele representada, mas por todos os trabalhadores comprometidos com as verdadeiras causas trabalhistas. Estão de parabéns os  técnicos industriais e agrícolas que agora passam a ter esses organismos de classe num momento tão delicado e difícil para a classe trabalhadora paranaense”, concluiu Rossi.

CLIQUE AQUI E VEJA A PUBLICAÇÃO, NA ÍNTEGRA,  DO DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO CRIANDO OS DOIS CONSELHOS TÉCNICOS

Post Mario de Gomes
Em: 27/03/2018
Foto: MGS/UGT

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger